1.png

BRASIL 2022: CENTENÁRIO DA SEMANA DE ARTE MODERNA

 

A Semana de 22 e suas projeções estéticas e históricas na cultura brasileira

 

A Semana de Arte Moderna completa 100 anos: uma história que mudou a cultura brasileira e a nossa maneira de ver o país. Realizada entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922, tendo como palco o Teatro Municipal de São Paulo, a Semana foi um dos eventos mais significativos da história cultural do Brasil e um marco no processo de renovação das artes e do pensamento brasileiro. Depois de 22, o país não foi mais mesmo.

 

O Colóquio BRASIL 2022: CENTENÁRIO DA SEMANA DE ARTE MODERNA, organizado pelo Programa de Pós-Graduação em Literatura e Crítica Literária da PUC-SP, em parceira com o Célia Helena Centro de Artes e Educação, apoio cultural do Governo do Estado do Amazonas, da Prefeitura Municipal de Manaus, Prefeitura Municipal de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura de Jahu, da Edições SESC São Paulo, do Jornal Estado de São Paulo, da Editora Valer e seus parceiros, é a culminância de um projeto idealizado em 2019 e iniciado em 2020, em meio à pandemia. Propõe não apenas celebrar o centenário desse importante acontecimento da cultura brasileira, mas refletir e avaliar a importância e o significado cultural da Semana de 22, bem com suas reverberações.

 

O centenário da Semana de Arte Moderna acontece num momento particular da vida brasileira, em que novas formas de pensar a nossa realidade se fazem necessárias como caminho para a construção de novos referenciais estéticos, políticos e éticos. Se a Semana de 22 aconteceu em meio a um processo de rupturas e anseios de mudanças artísticas e políticas, hoje vivemos situação semelhante, com a saturação das formas pragmáticas do fazer político e a busca de novas formas de expressão estética.

 

Acreditamos que o debate de ideias, assim como a produção e troca de conhecimentos definem a civilização e são o caminho para a renovação e atualização cultural das nações. As palestras, mesa temáticas, vivências e apresentações artísticas que compõem o Colóquio BRASIL 2022: CENTENÁRIO DA SEMANA DE ARTE MODERNA ilustram esse propósito e expressam a diversidade, a pluralidade das ideias e visões sobre o Brasil. O evento é imersão na história, na memória e no imaginário do Modernismo, ao mesmo tempo em que dialoga com o presente. É uma iniciativa do Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, extensiva à participação de outras instituições educacionais e ao público em geral. O evento tem a curadoria da Profa. Dra. Diana Navas, dos doutorandos Tenório Telles e Ademir Godoy Bueno e do Msc. Rodrigo Louçana Audi, com a parceria artística do Célia Helena Centro de Artes e Educação, e a participação do corpo discente e docente do Programa de Literatura e Crítica Literária da PUC-SP.